05 April 2014

Ir a um concerto é mais legal do que você imagina...!

Desenho feito hoje, dia 04/04/2014


Nesse texto eu vou tentar te convencer a comprar um ingresso para a Sala São Paulo e acabar com qualquer pré-conceito a respeito do assunto.

Quem me conhece sabe que eu sou uma frequentadora assídua desta belíssima sala de concertos: minha amada Sala São Paulo, localizada a metros do maior mercado de drogas de São Paulo. Segundo minha mãe: "Se ela pudesse, levava as coisas dela e dormia lá". Sim, eu faria isso. Mas o motivo vai além da bela arquitetura e do agradabilíssimo ambiente.

Vamos lá, hora de te convencer:

- A Sala São Paulo tem um restaurante e vários cafés espalhados.
Você pode se programar para chegar antes do concerto, matar a fome e tomar um café. Alguns quitutes são caros, mas geralmente valem o preço. A sopa e o crepe são famosos e bem gostosos. E lá tem aquele chocolate quente italiano, espesso e com muitas calorias: uma delícia. E para os de dieta, o suco de maracujá com gengibre é delicioso.

- Lá tem uma lojinha.
Não é exatamente a loja do MOMA, mas tem algumas coisas interessantes: livros, relógios, cds, e um monte de cacarecos relacionado à música erudita, decoração e arte.

- O estacionamento é caro, mas...
É mais barato que qualquer valet de restaurante ou bar. Se você tiver o seguro da Porto ainda ganha 30% de desconto: Hoje com o desconto eu paguei R$ 14. Tem um monte de vaga, você estaciona como quer: bem, mal ou em vaga de mulher, e ainda leva a chave e não precisa andar pela rua: você já está lá dentro. Sem stress: tem vaga pra todo mundo, e dependendo de onde parar ainda tem uma bela visão da Estação da Luz.

- O banheiro é limpo.
Eu não sei vocês, mas eu evito ao máximo usar banheiro em bares e baladas. É sujo, nojento... e se tiver papel, é bônus. Na Sala São Paulo não só é limpo, como o papel higiênico é da marca "Neve" e o papel toalha parece um tecido, mas é papel mesmo. Sim, coisa boa. Uma folha seca sim tudo, e você ainda joga o papel fora achando que ele foi sub-utilizado.

- O ingresso não é caro.
Claro, se você quiser comprar o lugar mais caro, vá em frente. Mas o melhor lugar na sala é o CORO. Com aproximadamente 42 reais vc compra uma inteira com a taxa de conveniência do IngressoRápido. Se for estudante, o total será 21 reais.

- Lá tem gente interessante.
Sim, e lá tem gente velha também, e muita, mas tem muito mais jovem do que você imagina. Pessoas bonitas, pessoas interessantes. E o melhor, geralmente são educadas.

- Lá tem música boa sim.
Você vai notar, com o tempo, que música erudita não tem toda aquela arrogância que você pensava. Você vai ver que muita coisa "moderna" tem grandes influências nesse gênero. E pode até dar sorte de ver a orquestra tocando grandes clássicos da trilha sonora, como a Cavalgada das Valquírias. Eu vi, e mesmo não sendo fã posso dizer: foi demais. Bom, você pode ver também música de sabonete... mas garanto que tocada pela orquestra é muito emocionante.

- Você vai se impressionar e vai impressionar o(a) paquera.
Desenho feito hoje, dia 04/04/2014
SIM! Você vai ganhar muitos pontos na conquista do(a) seu/sua queridinho(a). Meus ex-namorados todos gostaram e quiseram voltar, e devem até ter levado outras depois. É um lugar bonito, com iluminação e atmosfera romântica. Mas aviso: lá não é lugar de pegação, viu? Hoje eu vi um casal se engolindo num camarote e fiquei com vergonha alheia. Tsc Tsc... Voltando ao lado bom, eu ainda não vi nenhum pedido de casamento lá, mas não me impressionaria se um dia eu visse.

- Lá também é um lugar de introspecção.
Sim! Os anti-sociais também podem se divertir em paz. Ninguém vai te encher. Sente no seu lugar e o máximo de interação que vc terá será para dar licença às pessoas, que geralmente pedem educadamente.

- Você pode desenhar!
Claro, não invente de fazer uma aquarela aguada e nem usar aquele lápis HB. Silêncio e discrição são necessários. A acústica lá é tão boa que até pra fechar uma caneta as vezes vc tem que esperar um momento "agitado" ou entre movimentos. Dica de ouro: Escolha um lugar no coro: a iluminação é melhor e você fica mais perto dos músicos.

- Você vai aprender a valorizar o silêncio.
Uma das coisas mais incríveis pra mim é ver o silêncio que a sala fica logo antes do maestro começar. Claro que tem os sem-noção que tossem, abrem bala, esquecem o celular ligado... mas eventos drásticos são raros. Somente uma vez eu vi o maestro parar porque uma velhinha tinha um celular Nokia (então você já sabe qual o barulho que tava fazendo) tocando no volume mais alto só que ela não achou que ela dela... demorou até tirar da bolsa, ver quem era e só então desligar.

- É um ótimo exemplo de disciplina e educação para crianças.
Tem filhos? Consegue fazer eles ficarem em silêncio? Lá eles vão poder ver e aprender muito. O respeito da orquestra pelo maestro, da platéia pela orquestra... exemplos! Como sempre mudando o mundo.

- Você aumenta sua cultura.
Sempre (ou quase sempre) antes dos concertos tem umas palestras sobre o que vão tocar. É sempre uma hora antes do início do concerto. Uma pessoa normal, um ser humano como outro qualquer, vai lá na frente e te conta de uma maneira muito legal quer é o compositor, do que se trata, curiosidades... enfim, coisas que podem te fazer entender e se interessar ainda mais pelo concerto. Hoje eu vi uma peça do Stravinsky, Petrushka. Além do nome russo eu não sabia nada... chegando lá descobri não só que é um balé, como é na verdade um balé muito doido... e durante o concerto fiquei imaginando a história.

- É mais fácil do que você imagina comprar ingressos!
Entre nesse site: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=30206
Escolha a data que você quer ir
Escolha qual a localização da sala que você quer ir (tem os preços tb, isso ajuda)
Escolha as cadeiras
Pague

- Retirar os ingressos é mais fácil ainda.
No dia do concerto você chega um pouco antes, vai na bilheteria do 1º subsolo e mostra um RG. Pronto.

Resumo:
Numa noite eu gasto, no máximo, R$ 60. Não fico bêbada, me traz energia boa, tenho uma boa experiência cultural e ainda vou dormir bem!

Eu não vou mais aceitar desculpas como: "É caro" ou "Eu sempre quis ir" ou ainda "Compra pra mim quando você for".  Eu também não vou obrigar ninguém a ir. Mas como é uma coisa muito boa, eu resolvi compartilhar.

E se você mesmo assim não gostar, tudo bem! Eu tentei! :)

23 February 2014

Airport sketch

I love airports... specially when I'm the one going somewhere abroad...


Zur Alten Mühle

This is a drawing I did last night, while enjoying some german food and some delicious beer.
A really nice bar/restaurant in São Paulo.


29 January 2014

Pinacoteca

Last week I went to Pinacoteca do Estado de São Paulo, here are the drawings I forgot to publish.



I love bikes

Yes I do. Why don't I use it very much? Because here people are always in a hurry and they have a metal cage around them, and I don't.

But this video made me want to go back to Europe.


Bicycle Anecdotes from Amsterdam from Streetfilms on Vimeo.

Anyway, we can't compare Amsterdam with a city the size of São Paulo...
but it can inspire us to be at least more polite.

25 January 2014

Sketchcrawl day!

Today was a very cool and happy day for most of the sketchers. Once every 3 months there's a date the whole world gather to draw: a worldwide sketchcrawl. Usually, in São Paulo, is very fun and it lasts the whole day. Lot's of drawings, beers, friends...

Today it wasn't different.

And this is what I drew today!


23 January 2014

I love art, but...

I love art, I love museums, I love exhibitions.
BUT I also am very hard to please and I get bored easily. So easily that sometimes I can walk around a big museum in 15 minutes and regret my decision to enter there in the first place.

During university one of the best assignments we had, in my opinion, was to analyse an exhibition. I loved it so much that I still pay attention to all the details and think what would I have done differently. Today it wasn't different.

NOTE: I wanted to write about this in portuguese, because I live in Brazil and the exhibition is in São Paulo, but soon I'll have a big english test, and it's better if I keep practicing as much as I can.

The Museum is awesome, and I have no words to describe how much I enjoy to go there. It's like an oasis in the middle of this grey city. It's calm, it's safe, it has a beautiful architecture and it has air conditioning. It's called: Pinacoteca do Estado de São Paulo.

The exhibition I went today is called "Fato Aberto", in english: "Open Fact". The description of it is very appealing and I couldn't wait to see. But now: I'm disappointed.

The whole exhibition is a total of 4 small rooms (maybe 6 x 6 meters). That wouldn't be a problem if they were connected. I had to ask where the other drawings were, and basically the rooms were in the 4 corners of the building. Confusing if you don't grab a map (which ok, I'm guilty, I didn't, but I expected that the curators would have thought that not everyone grabs a map).

The drawings: The only room that I thought had good drawings was "Mapear o Mundo" (Map the world). Only two drawing grabbed my attention for maybe 10 minutes each. One drawing Rugendas did of some plants in Brazil and a watercolor of a street in Rio de Janeiro painted by Benno Treidler.

Even disappointed, I'm glad I saw those 2 drawings (see them below). They gave me some inspiration. :)


(These images are from Pinacoteca's website)

My Society 6 store

Take a look at my Society6 store! There you can ask for a high-quality art print or any other product available with my art!

http://society6.com/FernandaVazdeCampos/